Notícia

Fome emocional

A fome emocional é desencadeada por fatores psicológicos, por emoções, por uma fome desesperadora, difícil de controlar e acompanhada pela sensação de satisfação imediata.

De uma forma simples, a diferença entre fome fisiológica e emocional é a diferença entre fome e vontade de comer. As emoções costumam ser as principais causadoras deste distúrbio, sentimentos de frustração, ansiedade, tristeza, angústia, desencadeiam uma fome específica por alimentos calóricos, processados, ricos em açúcar e gordura.

Esta perturbação conduz a um comportamento alimentar disfuncional que está habitualmente associado a outros problemas psicológicos, como é o caso de perturbações do comportamento alimentar (compulsão alimentar), como um calmante, sedativo, consolo, compensação e conforto psicológico. A sua relação com a comida está intimamente ligada com as suas tradições, crenças, costumes e educação, é importante parar e perceber se está a comer alimentos ou emoções.

Este tipo de fome pode provocar sem dúvida ciclos viciosos, situações de depressão stress e ansiedade leva a uma fome emocional e compulsiva que por sua vez traz culpa e frustração, desencadeando insatisfação corporal e por sua vez baixa autoestima.

Deixamos algumas estratégias que poderá adotar para evitar a fome emocional:

  • perceber o que desencadeia a sua fome emocional, que tipo de sentimentos e emoções (stress, ansiedade, tristeza, etc…);
  • em momentos de compulsão alimentar, desvie os pensamentos da comida, opte por outras atividades que o ocupem e satisfaçam (ler, cantar, dançar, fazer exercício, telefonar a um amigo…);
  • evitar ir às compras quando se sente mais irritado, stressado ou deprimido;
  • evitar fazer dietas restritivas, que normalmente conduzem a défices calóricos e consequentemente, desencadeiam um maior desejo por alimentos calóricos;
  • sono regular, pois o cansaço e a fadiga podem levar-nos a comermos mais para obtermos energia, e a falta de sono desequilibra duas hormonas que regulam o apetite (grelina e leptina);
  • praticar exercício físico regularmente;
  • praticar exercícios de relaxamento, como meditação podem ajudar a gerir melhor o stress;
  • criar uma rotina alimentar, definir horários e evitar comer fora das horas;
  • não comprar alimentos típicos das crises de fome emocional (bolachas, batatas fritas, chocolates, gomas, rebuçados …);

 

Que alimentos devemos ingerir em situações de fome emocional?

  • Escolha alimentos ricos em:
  • Vitamina B6, melhora o funcionamento do sistema nervoso, sistema imunitário e equilíbrio hormonal.  Ingira banana, o abacate, a semente de girassol, nozes, fígado, feijão, ovo;
  • Magnésio, um dos minerais essenciais do organismo, presente em folhas verdes e legumes, banana, frutos secos, grãos integrais;
  • Triptofano, um aminoácido essencial para a síntese de serotonina e melatonina, encontrado nas castanhas, nozes e amêndoas, aveia, cacau;
  • Crómio, ajuda a regular o nível de glicose no sangue, ingira carne, ovo, grãos integrais, legumes;
  • Fibras;
  • Antioxidantes, legumes, fruta, verduras;
  • Proteínas (carne, peixe @gelpeixe, ovos, leguminosas, tofu);
  • Gorduras saudáveis, abacate, frutos secos, azeite, peixe (ómega 3) @gelpeixe;
  • Chás camomila, maracujá, valeriana, hipericão (erva de São João), tília, cidreira (melissa), alfazema.
  • Crie hábitos saudáveis, tenha equilíbrio nas suas escolhas e emoções, com muita consciência alimentar, nutra as suas células e opte por ingerir alimentos de verdade.

 

Ana Pinto

Nutricionista

Notícias

Conheça o que temos de novo para lhe contar

Alimentos que ajudam a controlar o stress

Alimentos que ajudam a controlar o stress

Alimentos que ajudam a controlar o stress pela nutricionista Ana Pinto.
27 Out 2022
Como preparar uma marmita saudável?

Como preparar uma marmita saudável?

Além de práticas e económicas, as marmitas podem ser grandes aliadas à qualidade de vida. Basta seguir algumas orientações e ajustar a uma alimentação adequada.
30 Set 2022
5 dicas para retomar a rotina alimentar após as férias

5 dicas para retomar a rotina alimentar após as férias

O fim das férias significa retomar as atividades que fazemos regularmente no nosso dia a dia e muitas pessoas acreditam que a rotina é algo cansativo e que só nos causa stress. De facto, ela poderá ser, se a sua rotina não estiver em equilíbrio com um estilo de vida que priorize o seu bem-estar.
17 Ago 2022